sexta-feira, 30 de setembro de 2011

SPARTAN CLAUDIO MOREIRA PROMO.

video

OLIVAR LEITE ENTREVISTA JÚ THAI.









Juliana Lima,

bem vou facilitar, Jú Thai.


Descoberta para o Brasil depois da sua estréia no evento do PASTOR Jairinho e Otávio Tatá Duarte, Brasil Fight ela lutou mais duas vezes e venceu, todas de forma contundente, na sua última luta enfrentou a estreante Kymberli que é vica campeã mundial de Muay Thai na Thailãndia.

Juliana com seu jeito meio "Facção" de ser dentro do ringue, nem sempre passa a sua verdadeira imagem. Eu mesmo quando tive o primeiro contato com ela não a suportei, achei a garota um poço de marra, mas é que quando a vi a primeira vez ela estava na pesagem, com fome, fraca, irritada e "acompanhada" da Jú Thai. Não entenderam?

Explico;
Jú Thai é a lutadora que tem sangue pingando dos olhos, é agressiva feito um pit bull mexicano, morde facil como um tubarão branco e olha dentro dos olhos como o tigre faz antes de destruir seus adversários, ja a Juliana Lima, tem uma voz bem "amineirada", uma pessoa, amavel, gostosa de s
e conviver,tranquila, carinhosa, respeitadora, portanto meus amigos, conheça quem é a musa do MMA mineiro e lembre-se, como disse Lulú Santos, não leve o personagem pra cama.
Uma coisa é Jú Thai, outra, Juliana Lima, mas...elas estão se harmonizando.





1-Quando, onde e com quem você começou nas Artes Marciais?

Comecei no muay thai com o treinador Joel Lage há sete anos atras, relativamente tarde haja visto a maioria dos atletas praticam alguma luta desde criança, ele é o responsavel por tudo isso, ele foi o meu primeiro treinador de artes marciais.

2 - Você fez quantas lutas de Muay Thai?

Tenho 10 lutas de Muay Thai, lutei em pequenos eventos no interior de Minas e também nas academias de BH.

3 - Quando vc descobriu que o que vc queria realmente fazer era MMA?

Ainda criança, eu ja admirava as artes marciais com Royce Gracie no UFC e outros lutadores, depois com tempo fui conhecendo Shogun e Minotauroa epoca do Pride. Sempre acompanhando
a evolução do nosso esporte, até que surge Cristiane Cyborg dos Santos na qual sempre me inspirei. Na minha opinião, ela é a rainha do MMA. Juntando a minha vontade com a confiança do Eduardo Lopes ,
do Joel Lage, da minha família e meus companheiro de treino de que eu era capaz de realizar meu sonho, que eu era capaz de fazer uma luta de MMA e ganhar, eu fui com tudo, porque quem tem pessoas que te amam ao seu lado, tem tudo! Partindo disso, eu tive certeza onde eu queria chegar e estou crescendo aos poucos de degrau em degrau e aprendendo com meus mestres para que um dia eu chegue la.



4 - Como surgiu a Full House na sua vida? Fale dela.

A Full House surgiu na minha vida quando meu amigo e companheiro de treino Mauricio Facção começou a fazer a preparação física com o Eduardo Lopes líder da Full House. Meu objetivo de inicio era fazer a preparação física para as lutas de Thai, até que o Facção comentou com Tata Duarte sobre mim d
izendo que eu gostaria de estrear no MMA, surgiu a oportunidade e começei a treinar o MMA também na Full House para me preparar para a luta, graças a Full House e ao Eduardo Lopes a quem sou muito grata, hoje estamos crescendo juntos e mais unidos do que nunca, o Eduardo e um grande treinador, estudioso e atencioso com todos nos atletas da Full House, eu so tenho que agradecer a ele e a familia linda que ele tem pela oportunidade, confiança e carinho!




5 - Das lutas que vc tematé hoje, qual a que vc achou mais dificil e porquê?

Bem, até agora eu só peguei atleta dura, classifico duas lutas, a primeira contra a Aline Serio, que foi a minha estréia em uma luta disputadíssima, onde eu sai muito machucada mas consegui a vitoria graças ao Muay Thai , m
as por ter sido a minha estréia, acho que a luta foi dura também pela falta de experiência , outra que me deu trabalho foi a Kinberly Novaes, estreante, garota novinha, vice campeã mundial de Thai, que veio na minha cidade e provou que e guerreira, agüentou a pressão nos 3 rou
nds e dificultou meus ataques.



6 - Você é uma atleta praticamente do Brasil Fight, fale da importãncia desse evento para o MMA mineiro e pra você?

O Brasil Fight , graças ao Tat
a e ao Pastor, deu uma alavancada no cenário do MMA em MG, pois, não havia grandes eventos e os atletas tinham poucas oport
unidades, pois era concentrado no Rio, SP e Curitiba, hoje podemos ver grandes nomes surgindo e ressurgindo e mostrando que em Minas não e só o “pãozin” de queijo que faz sucesso, aqui também tem lutador casca grossa!!r
s... Para mim o evento foi a oportunidade que muitas pessoas não tiveram, e eu sempre serei grata aos organizadores pela oportunidade que eles me deram.


7 - Você tem alguma atleta aqui no Brasil que você gostaria de se testar?

Na posição de lutadora eu não escolho adversária, meu treinador casa a luta e é isso mesmo, eu não preocupo com elas, eu apenas treino e me preparo para dar espetáculo ao publico!

8 - Algumas pessoas apontam a Ana Maria como uma prova de fogo pra você, o que você acha disso?


Serio??? Que honra!! Bem, já falaram de varias possíveis adversárias, de grandes lutadoras, enfim, estou entrando no cenário e tendo resultados positivos, então é normal que as pessoas queiram me testar.

9 - Você tem apresentado um shape muito bom, mas vinha pecando no gás. Em sua última luta vc apresentou uma melhora significativa no gás. Foi o emotivo que melhorou ou vc acertou na preparação física?

Bem, minha estréia no MMA eu fui muito elogiada pelo meu gás, na segunda luta eu estava saindo de uma gripe, acredito que isso influenciou um pouco e também porque tive que subir de categoria, cheguei ao meu limite de 57 quilos, então acho que senti um pouco o gás, mas estou sempre fazendo preparação física, funcional, então a tendência e só melhorar, se Deus quiser!


10- Algumas pessoas não conhecem você e acabam não gostando do seu jeito, mas assim como eu, quando conhece descobre uma garota boa, bacana que parece vestir um personagem, a JÚ THAI, mas a Juliana Lima é extremamnete querida e simpática; é mais ou menos como o Maurício Facção???

É..a Ju Thai e mesmo agressiva... ja falei pra ela maneirar...rs... agora e serio, no dia da pesagem eu já transformo na Ju Thai, e algo inconsciente, acho que eu preciso disso pra dar conta de fazer o que faço, pois e preciso agressividade para praticar esse esporte, como eu Juliana Lima não sou nem um pouco agressiva,a Ju Thai vem pra me dar essa força, ela e meu espírito guerreiro, ela não teme, ela é uma guerreira de fé, guerreira da luz e com ela eu tenho coragem, e é com ela que sigo em frente para realizar meu sonho, mas como você disse, quem me conhece fora do octagon sabe a pessoa que eu sou, e é isso que importa, eu saber quem eu sou, da onde vim e o que eu quero!


11 - Faça seus agradecimentos e deixe sua mensagem

Primeiramento gostaria de agradecer meus patrocinadores Energypoint e Bioforce, gostaria de agradecer meus treinadores, Joel Lage (Thai), Eduardo Lopes( MMA e Jiu-Jitsu), Eduardo Carneiro( funcional e força), Luiz Otavio( Luta Olimpica) e Felipe Diniz ( preparação fisica), agradecer também pelo apoio à academia Jardim Fitness, Activa, Fun Fit e Full House,
minha familia, meu pai em especial e meus amigos: Facção, Bad Boy, Curiri, Marlon Kid e todos que me ajudam na realização de um sonho e dizer que quem tem fé, quem acredita em Deus, alcança o impossivel! Ossssss

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Toquinho

video

KIKO: PARABÉNS!!!














Aniversariante do dia Eduardo Kiko está de agenda cheia.

Kiko tem luta casada no evento Jungle Fight contra a pedreira Iliarde Santos no dia 22 de outubro e no dia 26 de novembro encara outra pedreira Sergio Bomba da TFT no SPARTAN MMA MARANHÃO.

Kiko em sua última luta no evento em que apresentei, o Clube da Luta, deu um show e finalizou o duro Junior Abedi do Relma levando pra casa um cheque dia 2.500,00 reais da melhor finalização da noite.
Kiko se divide entre os treinos na Gordo Jiu-jitsu e com Mangueira.
Conversei com Kiko e ele me garantiu a sua participação no SPARTAN MMA MARANHÃO:



" Olivar, pode ficar tranquilo, vou lutar os dois, meu filho acabou de nascer, quero muito fechar o ano com grandes lutas e com vitórias, pode ficar tranquilo, vou com tudo para o SPARTAN MMA MARANHÃO" me tranquilizou a fera do Jiu-jitsu.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

SPARTAN MMA MARANHÃO APRESENTA:KATIUSKA GLESSE

video

XIMBICA: MAIS UMA, AGORA NO MMA!



Rodrigo Ximbica é atleta da Gordo Jiu-jitsu/EVOLVE, e a algum tempo está em Cingapura afiando o Muay Thai e ensinando o Jiu-jitsu.
Ximbica inclusive lutou Muay Thai por lá, e venceu!!!
Ximbica recentemente lutou mais uma vez e dessa vez MMA, e ele mesmo conta como foi a sua luta:




"O evento foi em Bangkok na Tailãndia, o DARE FC.

O evento aconteceu no dia 24/09 e a preparação foi intensa , tive que baixar muito de peso , pois estreiei em uma nova categoria, a de 77 kilos e me senti muito bem !
O meu adversário era da Africa do Sul , muito experiente com mais de 30 lutas de MMA , mas graças a Deus consegui finalizar aos 4 minutos do primeiro round .
Estou muito feliz!"


Olivar Leite.

KYRA, CONTRA FATOS...

Quem não gosta de Kyra diz que ela tem mais nome do que Jiu-Jitsu, que ela se importa mais em aparecer em capas de revista do que em treinar. Quem não gosta de Kyra, geralmente não a conhece. “Eu nasci lutando Jiu-Jitsu e vou morrer lutando Jiu-Jitsu”, disse nesse domingo, depois de se sagrar tricampeã do ADCC. A vitória significou diversos retornos. Desde 2007, Kyra estava longe do evento, quando venceu seu peso, mas deslocou o joelho na primeira luta do absoluto. Em 2009, contundida, nem entrou na disputa. Voltou primeiro ao ADCC, depois a ficar frente a frente com Michelle Nicolini, sua algoz no recente Mundial de Jiu-Jitsu. Por fim, voltou ao alto do pódio. Para tanto, três lutas e três finalizações. No sábado, esticou um braço. No domingo, esticou o segundo braço. Na final, primeiro precisou resistir. Foram vários ataques de Nicolini ao seu braço. Com o tempo, a defesa virou ataque e, quase no fim, Kyra torceu o ombro de Michelle, vingando a derrota em Long Beach. Era o tri! Para fechar, uma resposta, que mesmo indiretamente serve aos que a acusam de se preocupar mais com a imagem do que com os resultados, crítica descabida para alguém com tantos títulos na bagagem: “É possível fazer Jiu-Jitsu, treinar muito, vencer e mesmo assim ser feminina. Você não precisa parecer um homem para ser campeã”. Eu, que conheço Kyra, concordo. E você?

Extraído da Graciemag.


Kyra Gracie mostrou o poder do jiu-jitsu e conquistou o tricampeonato (2005, 2007 e 2011), conseguindo a finalização, através de uma omoplata, na adversária Michelle Nicolini.


Extraído do FaixaPreta.com


Campeã em 2005 e 2007, Kyra Gracie levou seu terceiro título ao bater a tetracampeã mundial Michelle Nicolini com uma omoplata na decisão da categoria até 60kg feminina. Ela creditou o apoio do primo Rickson e do tio Renzo

pelo sucesso.

- "Treinei muito duro para este evento e estou feliz que saí vitoriosa. Além disso, tive treinadores muito bons nas laterais" - disse Kyra.

Extraído do site do COMBATE.







Kyra não foge de rótulo e festeja influência 'mulherzinha' nos tatames


Kyra Gracie é perseguida pelas perguntas sobre sua beleza. E não foge. A carioca aprendeu a lidar com o assédio também pelo seu lado musa e comemora poder ajudar outras mulheres a expor sua feminilidade dentro do mundo das lutas.

"Eu não quero fugir disso não, toda mulher gosta de ser elogiada. Isso tem um lado positivo, de trazer mais mulheres para o jiu-jítsu. Se as pessoas estão acostumadas com uma imagem masculinizada de lutadoras de jiu-jítsu, posso mostrar que não é bem isso", explica ela, que conta com seu famoso quimono rosa como arma para atrair alunas e até suas parentes mais novas para a arte suave.


"O quimono rosa foi uma sacada muito boa, porque as meninas, principalmente crianças, am

am. Desde pequena eu via a necessidade de ter uma coisa feminina, e nunca tive essa oportunidade. E não encontrava em lugar nenhum. Outras meninas deviam pensar como eu, então foi bom ter vivido tudo isso, sentir o que elas sentem, e poder trazer esse lado mulherzinha para o jiu-jítsu", concluiu.


Extraído da matéria do UOL:
Nova geração Gracie tenta emplacar no MMA com 'velho' jiu-jítsu e toque feminino

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

GALIZA SAPARTANO E KATIUSKA.

video

AÇÃO/VIVA ÁGUA; MAIS MEDALHAS!




Os judocas da Ação / Viva Água , do sensei Marco Leite, brilharam mais uma vez na Copa Hirosi Minakawa, realizada no último domingo em São Paulo.




No feminino, Ana Carla conquistou o bronze, enquanto Nadir Antunes teve que deixar a competição sentindo uma lesão no joelho.

No masculino, Guilherme Bello estreiou bem no Juvenil e levou o Bronze.

O grande destaque mais uma vez foi Zé Carlos , que levou o ouro no júnior e bronze no Senior.
José Carlos superou além dos


paulistas, dois representantes do Canadá, mostrando muita técnica e garra nas disputas!

Parabéns ao professor Marco Leite e aos judocas da AÇÃO/VIVA ÁGUA !!!

Mais Zé Carlos:

O Maranhense José Carlos Pires ( -90 kg ), aluno do sensei Marco Leite, conquistou a medalha de bronze no Campeonato Sul Americano de Judô realizado em Santhiago-Chile.Esta é a segunda conquista internacional do judoca que agora se prepara para representar o Maranhão nos Jogos Universitários Brasileiro

Nosso atleta tem apenas 19 anos e um futuro enorme pela
frente!!!

Obs: Detalhe do tamanho do atleta Canadense que Zé Carlos venceu!

SPARTAN MMA MARANHÃO: MIRANTE E COMBATE DE PARCEIROS!!!

Em reunião com Francisco Alexandre de Mello Franco, o Neto, Vitor Telles e eu chegamos a um ponto crucial, de suma importãncia para o sucesso do nosso evento, o SPARTAN MMA MARANHÃO,

fechamos um parceria com o maior e melhor grupo de rádio e televisão do Maranhão, trata-se do SISTEMA MIRANTE DE COMUNICAÇÃO que vem fortalecer e agregar uma mídia de altíssima qualidade ao SPARTAN MMA MARANHÃO.

Estaremos com a parceria da Mirante, fazendo a divulgação no período de 1 a 26 de novembro nas rádios AM e FM e no Portal IMirante, no período de 15 a 26 de novembro no Jornal O ESTADO DO MARANHÃO, o mais importante jornal do estado, e no período de 19 a 26 de novembro, para arrebentarmos na divulgação, entraremos na TV Mirante, QUE NADA MAIS É DO QUE A REPETIDORA DA GLOBO NO MARANHÃO!!!

Vamos com tudo, organizar com muito amor um show para o público maranhense carente de espetáculos de MMA desse porte.

Mais um grande motivo para você associar a sua marca ao SPARTAN MMA MARANHÃO, que além da MIRANTE, trás para o Maranhão, uma equipe do único canal 100% por cento lutas, o canal COMBATE, que estará aqui com uma equipe de 4 pessoas gravando tudo para exibir dias depois do evento, para todo o Brasil o SPARTAN MMA MARANHÃO; vai ficar de fora dessa???


Fica aqui o meu abraço no Neto e a toda equipe MIRANTE, que é formada por grandes amigos meus de décadas e que me receberam com grande carinho e atenção na empresa, fica também o meu abraço ao meu sócio, Vitor Telles que teve essa sacada, valeu Vitor, vamos com tudo!!!
Força, honra e trabalho!!!














Olivar Leite.

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

JONES VS RAMPAGE: OPINIÕES.







A luta entre Jon Jones e Rampage Jackson trás toda uma discursão em cima da probabilidade de Rampage vencer Jones, já que a grande maioria acredita na vitória de Jones, mas o que pude notar é que a torcida é para Rampage.
Ouvi algumas pessoas que opinaram sobre quem ganharia a luta e porquê?
Acompanhe as opiniões abaixo:








Mario Soldado (CMSystem):

Da Jon Jones se passar do round 2. Mais armas, mais recursos. Rampage mostrou uma evolução no Boxe, se partir para dentro terá mais chance.

Léo Leite (Sel.Bras de Judô e Fx preta de Jiu-jitsu da Aliance ):

"Jones!
Acho que nessa categoria o lutador que tem o melhor estilo pra ganhar dele é o Lyoto, não casa
o jogo do Rampage com o do Jones."

Roan Jucão Carneiro:

"Jones! Unãnime decision."

Adnaldo Baía. (Procurador e Fx preta de Jiu-jitsu)

" Jones vai nocautear! Ele ta num melhor momento que o Rampage."

Claudio Caloquinha (Fx preta e professor da Gracie Barra BH):

" Jones, nocaute técnico! Vai derrubar e fazer o ground and pound, no primeiro ou segundo round, com cotoveladas."

Colin Foster ( repórter do PVT):

" Jones, TKO, no segundo round."

Marcela Martins (Combate):

"Vou de Rampage, vou no mais experiente."

Guilherme Pauperio:

" By massacre!!! Jones!!!"

SPARTAN GIOVANNI DINIZ PROMO.

video

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Mario Sperry - Road to ADCC 2011

PARTE 1



PARTE 2

CMSYSTEM: SPARTAN MMA MARANHÃO E VITOR MIRANDA.




A CMSYSTEM, equipe de Cristiano Marcello, continua sendo a melhor equipe de MMA do Sul do País.

O crescimento da CMSYSTEM continua numa crescente que muito impressiona.
Sabedor disso, em todo evento que ajudo a montar o card eu indico algum atleta deles, por achar que um bom evento no Brasil tem que mesclar atletas de várias regiões, já que somos um Páís enorme e cheio de atletas bons espalhados por ai.
Eu não poderia deixar de trabalhar assim quando o evento é o meu evento, SPARTAN MMA MARANHÃO, e trago da CMSYSTEM o adversário do excelente lutador da Nova União e ex UFC Fighter, Amilcar Alves, trata-se de mais um novo valor da luta nacional ainda sem estrear no MMA, mas com uma larga folha de "serviços prestados" na luta em pé (Muay Thai e Kickboxing), confira abaixo o cartel de Ariel Machado


Atleta Profissional de MMA e Muay-Thai
Biografia
Títulos conquistados

· Bi-Campeão Sul americano Kick Boxing (2003-2007)
· Campeão Paranaense Profissional Kick Boxing (2004)
· Campeão III Copa Nocaute (2004)
· Campeão Hurricane (2005)
· Campeão I Copa MTDT (2006)
· Campeão Storm Muay Thai (2006)
· Campeão WCL05 (2007)
· Tri-Campeão Torneio Estimulo Muay Thai (2007-2008-2008)
· Campeão Figth Spirit (2007)
· Campeão Brasileiro Profissional Kick Boxing (2007)
· Campeão Sulamericano Profissional Kick Boxing (2007)
· Campeão Obracun U Ringu 7 - Croácia (2008)
· Campeão da Copa Brasil (2008)
· Campeão da Super Copa Brasil (2008)
· Campeão Pan-americano Kick Boxing - Chile (2008)
· Campeão do Muay Thai Vip Stage (2008)
· Campeão Desafio Brasil de Kick Boxing (2009)
· Campeão BFL (2009)
· Terceiro colocado Mundial Low Kicks - Austria (2009)
· Campeão Brasileiro Kick Boxing (2010)
· Campeão Copa Osmar Dias (2010)
· Campeão Pan-americano Kick Boxing (2010)


45 lutas - 40 vitórias - 32 nocautes

E para continuar com a CMSYSTEM, confira abaixo o clip com as melhores fotos da ilustre visita do Vitor Miranda na CM:



video

Bitetti Combat anuncia dois GPs




Os organizadores Amaury Bitetti e Fernando Chacur anunciaram, nesta quarta-feira, o que vem por aí na 10ª edição do Bitetti Combat. O evento acontece no dia 15 de outubro, novamente no ginásio do Botafogo, no Rio de Janeiro.

“Faremos dois GPs no peso 77kg. Cada atleta vai ter que fazer duas lutas para vencer em cada GP e cada um dos campeões disputa o cinturão da categoria no evento que programamos para dezembro”, explica Amaury Bitetti.

Feras como Ivan Batman, André Chatuba, Edilberto Crocotá, Roberto Corvo e Julian Jabá, entre outros, estão dentro.

“Além disso, devemos anunciar em breve a superluta do show. Vai ser bem bacana e esperamos lotar o ginásio do Botafogo, como aconteceu na última edição”, encerra Bitetti.

Confira como está o card:

Mini GP: 77

Ivan Batman ( Thiago Tavares) vs André Chatuba (Relma)
Edilberto Crocotá (Champions) vs Moisés dos Santos (Parazinho/Belém)

Mini GP: 77

Roberto Amorim “Corvo” (Team Nogueira) vs Emanuel Martins (Delfim)
Julian Jabá (RFT) vs Gersinho Conceição (BTT)

Super Luta

A definir

Lutas Alternativas:

Elton Teixeira (Lambreta) / Oswaldo Alves vs Danilo Patusco (Pelezinho) /BTT

Eduardo Herdy (Instrutor do Core) vs Fabiano Conceição (Nativo / Chapeu Mangueira)

Jorge Blade (RFT) vs Mário Reis (BTT)

terça-feira, 20 de setembro de 2011

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

ZEZÃO TRATOR NO UOL ESPORTE.


Zezão Trator executa o "chute Karatê Kid", que ficou famoso com Anderson e Lyoto

Maurício Dehò
Em São Paulo




Quando o mundo se levantou das poltronas com o chute cinematográfico de Anderson Silva em Vitor Belfort, José Gomes de Ribamar, o Zezão Trator, ouviu dos amigos: “E aí, Trator? Foi igual ao que você nocauteou aqueles caras!”. Apesar de surpreendente, o golpe do Aranha é comum em diversas artes marciais. No caso de Zezão, a inspiração veio da capoeira. E ele derrubou dois oponentes com o hoje famoso chute frontal, imortalizado também pelo seu companheiro de treinos Lyoto Machida.


“Essa é a minha arma e virou uma marca registrada”, conta o lutador de 28 anos, que ganhou o mesmo apelido de seu técnico, pelo estilo de luta parecido entre eles. “Eu sou professor de capoeira e treino aquele chute desde criança. Sempre uso, e nocauteei dois rivais muito antes do Anderson e do Lyoto.”
De acordo com o lutador, em duas oportunidades ele derrubou oponentes com o chute frontal. A primeira ocorreu em novembro de 2006, na vitória por nocaute contra Edvan "Sakuraba" Souza. A segunda, em abril de 2007, diante de Carlos Aldenis, quando triunfou por pontos.
Para quem pensa que pode haver uma competição, Zezão não briga pela “autoria” do golpe ou pelo pioneirismo. Pelo contrário, ele vê vantagem na sua popularização. “Eu fiquei muito feliz em ver outros lutadores fazendo. Nos Estados Unidos mais um lutador também tentou, então a galera está usando mesmo esse chute”, explica ele.
“Este golpe é comum em todas as artes. Na capoeira, é chamado de ponteira, no caratê é o mae geri. É muito certeiro, quando pega de jeito, apaga o cara”, adiciona.
Apesar de levantar a bandeira da capoeira, Zezão não se considera um especialista na arte dentro do MMA, devido à dificuldade de priorizá-la tecnicamente frente às outras.
“É mais difícil, alguns golpes da capoeira funcionam; os chutes, as quedas. Mas para o MMA o fundamental é mesmo o jiu-jítsu e o wrestling. Tem também o fato de eu ser professor de capoeira e de jiu-jítsu, então gera um pouco de ciúme entre uma pessoal e o outro”, conta.
Nascido no interior do Maranhão, mas criado para as lutas em Belém, no Pará, Zezão passou de um capoeirista para um praticante também de jiu-jítsu e muay thai, tornando-se lutador de MMA aos 21 anos. Hoje, além de treinar, ele dá aulas das modalidades.
O veterano luta desde 2004, com um cartel de respeito: são 29 vitórias, cinco derrotas e um empate. Zezão vem de uma série de cinco triunfos e espera voltar ao octógono em outubro, na Bélgica, após se recuperar de uma lesão no menisco, da qual se tratou com cirurgia em São Paulo.
“Meu sonho é entrar no UFC. Eu disse que ia ser o número 1 do Brasil e sou. Tenho força de vontade e muitas pessoas estão me ajudando. Tenho certeza de que vou chegar lá”,

sábado, 17 de setembro de 2011

KICKBOXING: EXAME DE FAIXA DA FED. MARANHENSE DE KICK.


Em festa muito bonita aconteceu hoje na manhã de sábado ensolarado, nas dependências da Academia Viva Água o exame de faixa promovido pela Federação Maranhense de Kickboxing.
25 atletas das academias federadas prestaram exames, o exame teve a frente o Professor Eloy Duarte, o maior incentivador da Arte no Maranhão, os faixas preta, Bernardo Leite (professor da Viva Água e o faixa preta Caio Márcio Amaral, que se alternaram a frente da avaliação dos alunos.
Pais, amigos e familiares estiveram presentes e os Kickboxers fizeram uma bonita festa.
Detalhe para o número grande de mulheres praticantes que perceberam a infinidade de benefícios que a prática do Kickboxing trás.
Quem esteve o tempo todo assistindo a tudo de pertinho foi o Presidente da Federação Maranhense, José Calixto que não escondia a alegria num sorriso estampado no rosto durante todo o evento.
Presentes também por lá o professor Bernardo Leite, o coordenador da academia Viva Água Vitor Telles que promove junto comigo em novembro o SPARTAN MMA MARANHÃO, e o coordenador das Artes Marciais da Viva Água Professor Marco Leite, além de muitos curiosos que abandonaram a sala de musculação e a piscina para se juntarem a festa bonita realizada pela Federação.
Parabéns a todos os graduados e aos professores Eloy Duarte, Bernardo Leite e Caio Márcio Amaral.
Assistam os vídeos que fiz, uma entrevista com Mestre Eloy e algumas fotos que contam como foi o exame.




video
video Olivar Leite.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Ensaio na praia: Katiusca Glesse - Ring Girl do Spartan MMA



Sou apaixonada por esportes em geral desde minha infância, principalmente quando se trata de futebol, artes marciais e musculação. Sou ex judoca e confesso que quando recebi o convite para ser Cage Girl pela primeira vez no Clube da Luta (evento realizado em julho deste ano aqui no Rj no qual superou as expectativas e foi maior sucesso), aceitei com enorme satisfação, pois alem de ser amante da musculação, minha paixão mesmo era praticar arte marcial. Foi muito satisfatório e emocionante fazer parte do Clube da Luta que decidi agora mais que nunca fazer parte do time brasileiro de campeões que apoia o MMA no Brasil, nao como lutadora e sim como Ring Girl, estando presente de alguma forma nos eventos , apoiando, embelezando e lutando para colocar o MMA no lugar que merece aqui no BrasiL.
O MMA no Brasil vem crescendo muito e se destacando, onde os grandes campeões são os brasileiros, tanto no exte
rior quanto aqui no nosso país. Prova disso é o show que nossos atletas brasileiros deram no UFC RIO, onde estive também presente e prestigiei de perto as lutas de Anderson Silva, Minotauro e Shogun, que emocionaram o público brasileiro. O MMA no Brasil merece mais que nunca o seu reconhecimento, seu respeito, e acima de tudo merece a regulamentação da modalidadel. E para isso temos o apoio do nosso ídolo Acelino Pópo de Freitas, que foi Tetra Campeão Mundial de Boxe, e que hoje como Deputado Federal, o qual já deu entrada no Projeto de Lei de sua autoria, pedindo que regulamenta o MMA no Brasil.
Aqui no Brasil tem uma variedade de eventos de MMA que vem divulgando e crescendo em todo territorio nacional. O SPARTAN MMA será outro evento que promete muito, e, o qual sinto muito honra em estar presente, ao l
ado novamente de Olivar Leite, que apresentou o Clube da Luta, e agora estará organizando e apresentando o Spartan MMA.
Olivar vem se destacando no ramo da apresentação de eventos de MMA. com certeza ele é um excelente profissional e apresentador (tem conhecimentos de luta por ser faixa preta de Judô e Jiu-jitsu) e é ótimo trabalhar com ele, ele nos deixa a vontade e o clima é maravilhoso. Espero que façamos sucesso no Cage novamente, assim como fizemos no Clube da Luta (risos). É um apresentador à altura para apresentar um evento de magnitude grande como foi o Clube da
Luta e agora o Spartan MMA. A popularidade de Olivar vem crescendo tanto, que creio que logo logo sera padronizado um apresentador, como ocorre no UFC e Stike Force que consta como Bruce Buffer.
Bom, com certeza o SPARTAN MMA, evento a ser realizado no dia 26 de Novembro, em São Luis do Maranhão, será um evento com lutas de altíssima qualidade e muito combate! E eu, Cage Girl do Spartan MMa conto com a presença de todos. Espero animar o público, fazer a minha parte para o Spartan MMa ser um sucesso, e espero também ganhar mais espaço nos eventos de MMA, conquistar o respeito dos lutadores e dos fanáticos por MMA, lutando juntos para o MMA no Brasil crescer ainda mais e se popularizar. Abraços Maranhão e até novembro!
Beijos,


Katiusca Glesse.

MESTRE ROYLER: OBRIGADO!




Hoje a partir das 20:00 h. temos vários bons motivos para assistir ao Amazon Forest Combat.

Teremos Paulão de volta, a luta entre Braga Neto e Falcão, Ronnys Torres e grandes atrações num evento que tem tudo pra ser um "eventão", porém gostaria de convocar a todos hoje para torcer por um cara que merece todo o nosso respeito, um representante legítimo da familia mais importante do Jiu-jitsu no Mundo, a familia Gracie e um cara que meteu a cara em todos os eventos de Jiu-jitsu, é sem sombra de dúvidas o maior competidor de pano da familia, nunca escolheu adversários, teve sempre uma postura correta, decente e é ao meu ver um exemplo a ser seguido, pois como costumo dizer, campeões dão em árvores, todo ano tem uma leva de campeões mundiais, mas exemplos a serem seguidos, retidão, ser sujeito homem, apontar alguém e dizer para o seu filho: "aquele é o Royler Gracie meu filho, esse cara é um exemplo" isso vale mais do quê qualquer medalha ou troféu.
Royler é um Mestre com M maiúsculo e independente de qualquer resultado hoje, ele permanecerá como o exemplo a ser seguido.
Torço muito pela sua vitória, de verdade, admiro esse cara magrinho que provou o que pregava o seu pai, o Jiu-jitsu de alavancas, o Jiu-jitsu onde o mais fraco podia sobrepujar o mais forte.
Eu nunca fui aluno de Royler, tive um professor José Mário Sperry e depois Roberto Corrêa, o Gordo, tive uma oportunidade de entrevista lo quando era repórter do extinto Intheguard e na boa, foi a minha melhor entrevista, sentei ao lado daquele cara e sabia tudo dele, e essas coisas a gente só sabe quando realmente admiramos e nos interessamos por alguém e claro, respeitamos essa pessoa.
Sou amigo de alunos dele como Moranguinho, Letícia, Cristiano Marcello e Xande Ribeiro e confesso a vocês, se ele ganhar hoje eu vou ficar muito feliz, mas independente do resultado como ja falei, só tenho uma coisa a dizer ao Mestre Royler Gracie:


MUITO OBRIGADO!


Olivar Leite.
Foto: PVT

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Kyra Gracie Uncovered - A Short Film (HD)

EM MEMÓRIA DE ANDY WHIFIELD.


Neca Boullosa

Faleceu no último domingo (11) em Sidney, Austrália, o ator Andy Whitfield, protagonista da série “Spartacus: Blood and Sand”. Ele tinha 39 anos e sofria de linfoma, um tipo de câncer diagnosticado em 2010. O ator, que nasceu no País de Gales e vivia na Austrália, era totalmente desconhecido quando foi escalado como protagonista da ambiciosa série “Spartacus”, produzida pelo canal Starz.

A primeira temporada da série teve bastante repercussão, principalmente por suas cenas de violência e sexo. Whitfield estava se preparando para a segunda temporada, quando o linfoma foi diagnosticado, há 18 meses. O estúdio retardou o início das filmagens, mas em janeiro anunciou que o ator seria substituído pelo australiano Liam McIntyre, já que o tratamento não havia surtido efeito.

“Tivemos muita sorte em trabalhar com Andy e descobrir que o homem que interpretava um campeão nas telas era também um campeão em sua vida pessoal. Andy foi uma inspiração para todos nós, encarando esta batalha com coragem, força e graça. Nossos pensamentos e orações para sua família neste momento tão difícil. Ele viverá sempre nos corações da sua família, amigos e fãs”, declarou um porta-voz da rede.

“Spartacus: Blood and Sand” conta a história do soldado romano Spartacus (Whitfield) que é sentenciado à morte numem uma a arena após desafiar o seu comandante. Durante o combate, ele surpreende tudo e todos ao matar quatro gladiadores. Apesar do feito, Spartacus é condenado à escravidão. Além disso, é separado da sua esposa e a vê ser violentada por soldados romanos e vendida a um comerciante sírio que compra Spartacus e decide colocar o escravo nos combates de arena para que assim possa tirar alguma vantagem financeira.

CRISTIANO MARCELLO SOBRE O BRASIL FIGHT.


Ícone do MMA, Cristiano Marcello elogia o Brasil Fight

Chico Vilela


Líder da CM System e responsável pela faixa-preta de lendas do MMA como Wanderlei Silva e Maurício Shogun, Cristiano Marcello marcou presença no Brasil Fight 5, que rolou em Belo Horizonte, no último sábado, no ginásio do clube Mackenzie. O lutador esteve no córner de dois de seus atletas, Larry Vargas e Helderson Filhão, e elogiou a organização do evento.

“Eu rodo o mundo inteiro e vejo que o evento aqui está de parabéns. O Brasil Fight está levantando o nome de Minas Gerais no MMA. Morei dois anos em Juiz de Fora e amo o povo mineiro. Os empresários e governantes precisam acreditar mais no MMA, como o mundo inteiro está acreditando, e precisam trazer mais eventos para Minas. A única coisa que está faltando é mostrar Minas para o mundo. A organização está perfeita e as lutas foram muito boas. Minas tem tudo para ser um pólo do esporte”, enalteceu.

Cristiano Marcello também ressaltou o nível dos atletas que participaram das lutas. Nos dois combates envolvendo lutadores da CM System, nenhuma vitória: Larry Vargas empatou com a revelação Matheus Pereira (Gracie Barra – Caveirinha) e Helderson Filhão foi derrotado por Gustavo Coelho (Gracie Fusion). Apesar dos reveses, o faixa-preta de Royler Gracie mostrou-se satisfeito com o desempenho de seus pupilos e previu um futuro promissor para alguns dos participantes do Brasil Fight 5.

“Vejo vários lutadores promissores aqui em MG. O Gustavo Coelho é um amigo pessoal meu, o Uirapuru eu conheço desde os tempos do Jiu-jitsu, o Mamute é um monstro, pena que se lesiounou e não pôde lutar, o Titi também. O Thiago Michel assinou com o Bellator e vai despontar porque é muito talentoso. Aqui só falta incentivo das pessoas que têm condições de fazer algo pelo esporte. Estamos indo contra aquelas pessoas que fazem eventos para seus próprios atletas fazerem cartel. Os meus atletas são forjados a ferro e fogo. Eu quero encarar só os melhores. Hoje enfrentamos o Coelho, que é um excelente atleta e o Matheus, que é uma promessa. Fiquem de olho”, recomendou.

RAFAEL FEIJÃO VS. YOEL ROMERO (STRIKEFORCE)

fff por seriouspimp no Videolog.tv.

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

ETV DE LORENZO FERTITTA NA EXAME.



A pancadaria lucrativa do UFC


O americano Lorenzo Fertitta, sócio da UFC, empresa que organiza os maiores campeonatos de artes marciais do planeta, domou um esporte violento e agora quer torná-lo o mais popular do mundo

O americano Lorenzo Fertitta, sócio da UFC: faturamento anual de 400 milhões de dólares e planos ousados de expansão da marca
São Paulo - O empresário americano Lorenzo Fertitta, membro de um clã que comanda uma rede de cassinos em Las Vegas, cresceu assistindo aos grandes combates de boxe realizados na cidade. Lá, ele se tornou fã do esporte ao ver de perto lendas como Mohammed Ali e Mike Tyson nocautearem os adversários.


Curiosamente, hoje, Fertitta representa uma das maiores ameaças ao esporte que idolatrou. Sócio desde 2001, ao lado do irmão Frank, da franquia Ultimate Fighting Championship, de campeonatos de lutas de artes marciais mistas (MMA, na sigla em inglês), Fertitta trabalha para deixar para trás o boxe — modalidade à qual se refere hoje como praticamente moribunda — na preferência dos aficionados de pancadaria.

Em entrevista exclusiva a EXAME, pouco antes da edição brasileira do UFC, realizada no final de agosto no Rio de Janeiro, Fertitta falou de seus planos.

Em meio a informações pouco plausíveis — como a de que as lutas do UFC atingem mais de 500 milhões de lares por edição mesmo sendo transmitidas apenas por TV pay-per-view —, ele disse que, com boa organização e investimentos em marketing, vai transformar o MMA no esporte mais popular do mundo nos próximos dez anos.

EXAME - O que despertou seu interesse pelos campeonatos da UFC?

Lorenzo Fertitta - Desde criança eu tenho paixão por esportes de combate. Nasci e cresci em Las Vegas, e meu pai me levava para assistir a todas as grandes lutas na cidade. Vi Mohammed Ali, Mike Tyson e outros ídolos. Quando eu tinha 27 anos, fui trabalhar na comissão esportiva de Nevada. Cuidava da parte regulatória das lutas de boxe.

EXAME - O senhor trabalhou com promoção de lutas de boxe?

Lorenzo Fertitta - Não. Quando passei a conhecer melhor o boxe, percebi que esse esporte jamais seria muito bem-sucedido como negócio. Havia muita corrupção, organização ruim, muita divisão e briga por poder. Foi então que eu fui apresentado ao MMA e ao UFC, e comecei a treinar jiu-jítsu.Conheci muitos dos lutadores e foi muito marcante para mim o altíssimo nível de educação deles. O MMA e o jiu-jítsu requerem muita atividade cerebral, você precisa de fato pensar para poder usar seu corpo da melhor maneira possível.


EXAME - O MMA antes se chamava vale-tudo e tinha uma imagem ruim, que beirava a marginalidade. Como isso foi revertido?


Lorenzo Fertitta - Sentimos que, se comprássemos os direitos do UFC, teríamos de reavaliar as regras do jogo e dar atenção a todas as questões relacionadas à segurança e à saúde dos atletas. Com minha experiência na parte regulatória de lutas, eu sabia o que precisava ser mudado.

Do ponto de vista do marketing, tivemos de mostrar que tanto a modalidade quanto os atletas estavam envolvidos em um negócio sério e bem organizado. Tivemos de abandonar o conceito implantado pelos fundadores (a família Gracie, do Rio de Janeiro), que era basicamente ter dois adversários lutando em uma gaiola, sem regra nenhuma.

EXAME - Mas esse contexto selvagem não tinha um apelo especial?

Lorenzo Fertitta - Sim, mas apenas para uma pequena parcela do público. Quando nós começamos, o MMA era legalizado em apenas um dos 51 estados americanos. Não podíamos aparecer na TV, nem aberta, nem a cabo, e nem no pay-per-view.

Por isso, tivemos de ir a campo e educar a mídia, convencer os congressistas, principalmente os estaduais, e todos os profissionais envolvidos na regulação do esporte. Sabíamos que aquele apelo selvagem não bastaria para que pudéssemos ter um negócio mais amplo. Hoje somos legalizados em 45 estados.

EXAME - O senhor pensava em popularizar o esporte desde o início?

Lorenzo Fertitta - Acreditávamos — e, quando dissemos isso pela primeira vez, todos riram — que esse esporte poderia ser o maior do mundo. O que acreditávamos, e está se tornando realidade, é que as diferentes modalidades de esporte não se traduzem de forma completa entre culturas e países distintos. No Brasil, o futebol é o esporte número 1. Nos Estados Unidos, o futebol não tem relevância.Lá há milhões de fãs da NFL (liga de futebol americano), mas ao redor do mundo as pessoas nem sabem as regras desse esporte. E há muitos outros exemplos no mundo, como o críquete na Índia, o rúgbi na Austrália. As lutas são universais. No Rio de Janeiro, teremos dois dos melhores lutadores do mundo se enfrentando, usando as artes marciais que quiserem.


Isso é entendido em qualquer lugar do mundo. Como seres humanos, a luta faz parte de nosso sangue. É por isso que hoje somos televisionados em 145 países e chegamos a mais de meio bilhão de lares. Vamos entrar na Índia e na China, o que fará com que alcancemos mais de 1 bilhão de lares.

EXAME - Qual foi o investimento inicial?

Lorenzo Fertitta - Compramos os direitos da franquia UFC por 2 milhões de dólares. Depois criamos um reality show chamado Ultimate Fighter, no qual investimos 10 milhões de dólares, para levar o tema de forma divertida aos lares americanos. Isso tudo foi investimento próprio, dinheiro que ganhamos com nossa empresa de cassinos. Tivemos de financiar prejuízos durante cinco anos.

EXAME - Como sua experiência em cassinos influencia a gestão da UFC?

Lorenzo Fertitta - Meu pai já trabalhava com cassinos e me ensinou que é necessário conhecer os desejos do cliente, fazer com que ele se sinta valorizado e sempre surpreendê-lo com um espetáculo mais impressionante do que o esperado. É isso o que tentamos fazer. No boxe, o espectador paga muito caro e apenas a luta principal vale a pena.

As preliminares são muito fracas. No UFC, nós cobramos caro pelo ingresso, mas fazemos com que as pessoas saiam da arena com a sensação de ter passado as melhores 4 ou 5 horas de entretenimento que já tiveram. Todas as lutas são boas, com atletas de ponta. A sensação de quem vai a um evento nosso é ter recebido mais do que pagou.

EXAME - Qual a importância do mercado brasileiro no negócio?

Lorenzo Fertitta - O Brasil representa a terceira maior audiência no pay-per-view, atrás de Estados Unidos e Canadá. Mas tem potencial para crescer. Por isso estamos divulgando a marca no país, realizamos o evento no Rio de Janeiro e queremos aproveitar transmissões em TV aberta para popularizar ainda mais as lutas de MMA.

EXAME - O senhor diz que o MMA se transformará no esporte mais popular do mundo. Quando isso vai acontecer?

Lorenzo Fertitta - Daqui a dez anos.

domingo, 11 de setembro de 2011

PEDRO RIZZO, FEIJÃO E PEZÃO, PÓS STRICKEFORCE.

O momento em que Pedro Rizzo, o maior conhecedor de Muay Thai para o MMA do Brasil abraça Feijão, que deu um show ontem no Strickeforce e Pezão, que perdeu depois que um duro golpe entrou e sabemos que em meio aos pesos pesados, a mão quando entra com aquela luvinha complica, mas ainda o tenho como top five da categoria pesada, acho que a história da luta poderia ser outra sim, Pezão tinha total condições de vencer o GP na minha opinião e acredito que ele voltará melhor ainda. Vale resaltar a importãncia de Pezão na vitória de Rodrigo Monotauro no UFC Rio, Pezão se dedicou a ajudar de forma integral os treinos de Rodrigo, parou tudo em função do amigo que ele tanto ama e respeita, isso sim é muito bacana.
Voltando a Feijão, nem todos gostam muito de Feijão, mas quem gosta e convive sabe que ele é cão de guarda da Minotauro Team e depois que trouxe para o seus treinamentos Pedro Rizzo, que é história viva das lutas no Mundo, melhorou e muito a sua confiança e técnica na trocação.
Hoje aqueles que não gostam do Rafael Feijão, imitando ao Mestre Lõbo Zagalo; vão ter que engolir!!!

OBS: Feijão quebrou o braço logo no inicio da luta e mostrou que além de ser um cavalo de forte, é muito talentoso.


Para Pedro Rizzo,

eu continuo a dizer para todos em que eu converso sobre lutas no Brasil, você é sem mêdo de errar um dos melhores pesos pesados do mundo na atualidade. Para quem não sabe eu digo, Pedro salga para qualquer um ai do Brasil que esteja nessa categoria, qualquer um, esse bixo aonde bate não nasce cabelo e o que eu mais quero ver, e rápido, é Pedro Rizzo lutando e defendendo as cores do Brasil. Pedro é muito bom, acima da média, Pedro é casca!
E tem mais, tem uma torcida gigante, é um dos caras mais queridos e respeitados de todo o MMA.
Ta faltando o quê pra colocar o cara pra lutar?????



Olivar Leite.

sábado, 10 de setembro de 2011

Luis "Beição" Ramos - O Xerife da Prado Jr.

GALIZA: FOI EMOCIONANTE!


Pedro Galiza falou comigo a respeito do seu nocaute no Capital Fight 4.

Galiza é reconhecidamente um expert na luta de solo, mas como todo grande atleta de MMA, mostrou evolução e surpreendeu.
Foi sobre isso, sobre ter Claudio Moreira no seu córner que ele falou, além de mandar um recado para o seu adversário no Spartan MMA, que rola dia 26 de novembro no Maranhão.



"Então, foi emocionante, eu nunca tinha nocauteado ninguem e vei0 num momento de superação porquê eu machuquei meu ombro no começo da luta e não consegui usar o meu braço esquerdo.

Tenho treinado muito boxe e o Douglas Villefort tem me ajudado muito na parte em pé, cada dia me sinto mais seguro na trocação e espero que o Gogó aceite um pouco o jogo em cima porque eu vou continuar arriscando .
O Claudio (Claudio Moreira) é meu head coach e me traz uma tranquilidade muito grande, sei que estou em boas mãos e a confiança aumenta muito" encerrou a fera de Brasilia que luta no Maranhão no Spartan MMA.

ZÉ GATÃO; EM MEMÓRIA.


Em memória do maior defensor da musculação e do fisiculturismo clássico de Brasilia.

Zé Gatão, descanse em paz!

Valeu por tudo ai irmão!!!




Olivar Leite.

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

PEDRO GALIZA: SHOW NO CAPITAL FIGHT.


Pedro Galiza que encara no Spartan MMA Artur Cesar, o Gogó, evento meu e do Vitor Telles que rola dia 26 de novembro no Maranhão, deu um show ontem em Brasilia no Capital Fight.
Confira que que foi dito sobre Pedro Galiza na matéria postada no Portal do Vale Tudo, site CAMPEÃO de acesso no Brasil:




"O único nocaute do Capital Fight IV ficou por conta do atleta da casa, Pedro Galiza, que aos 2min e 43seg do R2, apagou o baiano Junior Alpha, que ficou sem reação no chão por um bom tempo"

Em tempo: Pedro Galiza ganhou 1.000 reais de bônus pelo nocaute do evento!



Capital Fight IV
Terça-feira, 6 de setembro de 2011
Ginásio Nilson Nelson – Brasília (DF)

Card preliminar
Lúcio Curado venceu Daniel “Presuntinho” na decisão unânime dos árbitros
Cristiano “BOB” venceu Jeansley “Aroeira” por finalização aos 2:20 do segundo round

Card principal

Goiti Yamaushi finalizou Tiago Sartori com um mata-leão a 1:41 do segundo round
Jetron Amaral finalizou Zé Wilson com um triângulo aos 3:54 do primeiro round
Elieni Pit venceu Jorjão Rodrigues na decisão dividida dos árbitros
Robert Patush finalizou Paulo Henrique com um mata-leão aos 2:18 do segundo round
Renato Velame finalizou Kadu Monteiro com uma americana aos 2:06 do segundo round
Mário Soldado finalizou Natal Freire com um mata-leão aos 2:36 do primeiro round
Pedro Galiza nocauteou Junior Alpha aos 2:43 do segundo round
Carlo Prater finalizou Toninho Fúria com um katagatame aos 4:58 do segundo round

terça-feira, 6 de setembro de 2011

GORDINHO NA CAPA DA BLITZ!



Rafael Lima o "Gordinho" tem mais de 25 anos de experiência com a Arte Suave.
Gordinho na época de ouro do Jiu-jitsu foi campeão brasileiro nos anos de 1.994,95,96 e 97 e foi campeão mundial no ano de 1.998.

Gordinho aparece na capa da BLITZ, revista australiana de Artes Marciais muito festejada por lá.

Parabéns Gordinho!




Olivar Leite.

CAPITAL FIGHT 4.









Nesta terça-feira, véspera do Dia da Independência, Brasília realiza a 4ª edição do Capital Fight. Equipes como Constrictor Team, CM System, Five Rounds, Team Nogueira, tem atletas fortes no evento.



Conversei com Cristiano Marcelo em Belo Horizonte e ele ta bastante confiante no seu atleta o Mário Soldado que enfrenta Natal Freire em luta na categoria até 77 kg.


Outra fera que luta no Capital Fight é o lutador local e atleta contratado do Spartan MMA, Pedro Galiza, que vai enfrentar Junior Alpha. Galiza no Spartan MMA enfrentará a pedreira da Gordo Jiu-jitsu - EVOLVE, Artur Cesar o Gogó.


Teremos também como main event a disputa do cinturão na categoria 70 kg entre Toninho Fúria e Carlo Prater, Toninho vem fazendo sucesso em eventos nacionais e busca sua chance em um grande evento no exterior, já Carlo Prater é uma fera da Luta Livre, ja foi radicado em Brasilia e deve se sentir em casa para essa disputa que ao meu ver promete muito, parabéns a quem casou a luta, excelente expectativa para esse combate.



Olivar Leite.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

CYBORG E BAD BOY.

video video

Cyborg e Bad Boy, atletas da Full House de Belo Horizonte falam de suas lutas no Brasil Fight 5 e convocam a galera para comparecerem no Mackenzie.

BRASIL FIGHT NA RADIO INCONFIDÊNCIA DE BH!


A Rádio Inconfidência de Belo Horizonte recebeu a visita do Brasil Fight!
Eu, Tatá e Tapout conversamos sobre o evento, sobre o MMA e o crescimento do esporte em Minas Gerais.
Confira um pouco desse bate papo no vídeo abaixo:





video