quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

SENSEI JOAMIR VISITA ACADEMIA AÇÃO.




Sensei Joamir




















querida figura do Judô maranhense, tem um relacionamento dentro e fora dos tatames com o Sensei Marquinhos Leite e a familia Leite a algumas décadas, rs
Nessa quarta feira, 28 de janeiro de 2.015 a academia Ação foi agraciada com a visita desse importante Sensei para o nosso Judô.

Os alunos ficaram muito motivados com a visita e a energia boa do Sensei foi projetada nos tatames com um treino forte, intenso e muito técnico tendo a frente Sensei Marquinho e Sensei Joamir.

Toda a família Ação e família Leite agradece a visita e de já reafirmamos o convite para que sempre que o Sensei Joamir quiser e puder, já está feito e reforçado o convite e as portas estarão abertas para o mesmo.





#familiaLeite
#academiaAção
#Judôparatodos
#Judõestilodevida





                                                             Olivar Leite.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

MESTRE ROBERTO LEITÃO: ARTIGO.





















A importância  da   Luta Livre  na  evolução das   Artes Marciais     no                                                                  Brasil  e  no Mundo.





A nossa  Luta Livre  ,que carinhosamente  chamo de  “Brasileira” , pelo desenvolvimento e integração  que foi envolvida  quando  chegou em nossa pátria , foi a  disciplina  que teve sem dúvida a  maior importância  na evolução  das  Artes  Marciais no mundo. Não é  preciso ser um sábio ( é quase evidente ), para vislumbrar  que  Luta  Livre  nasceu  com o próprio “homo  sapiens “, na  pré-história a  80  ou  100.000 anos  atrás  , e  melhor , foi o  primeiro  desporto que  surgiu. Nasceu “ livre “ de acessórios  como diz  o próprio  nome e tinha as  características  necessárias  para  ser definida como tal. Uma  atividade  física, com  uma  característica  lúdica  que  é  vista e  confirmada , em todos  os  animais que  lutam entre si para  permitir  seu  desenvolvimento até a  fase  adulta  e  depois  garantir sua  sobrevivência , ( felinos ,símios, caninos   etc.)   O  mais  importante é que  existia  um componente  didático, não encontrado  em nenhuma outra  atividade  pressupostamente  esportiva, evidente quando o ancestral mostrava  ao seu  descendente  como  fazer . O pai ensinava  para  o filho sua  defesa , ainda  com as  mão  livres de acessórios.  Era  o  germe da  Luta  Livre  nascendo!  Até  sob o ponto de vista  de  referências e vestígios ,nossa  Luta foi  pioneira  e  campeã.   Não há termo de comparação, pois as outras disciplinas especialmente  as  ditas  “orientais” são muito  recentes (digamos  2000 anos). Na época dos  sumérios  4500 AC  ( ! )  no  “Poema de Gilgamesh” escrito em carácteres cuneiformes , um Rei  descrevia com detalhes uma  Luta . No antigo Egito, nas  Pirâmides ,no tumulo de Beni Hassan  e  outros , por  volta de  3000 AC  ( !!) , foram  encontradas  mais de  400  figuras  com posições  semelhantes  as  de hoje. Só que  lá a luta  não prosperou...ficava  restrita as  guardas  pessoais  e  a  nobreza , sem acesso  ao  povo.  Bem mais  tarde   na  antiguidade  clássica  as Lutas  reaparecem ,com o  “povão” vibrando  na  assistência pelo menos...  A medida  que  o tempo passava, as lutas  iam se depurando,  como aconteceu ali nas arenas.  No inicio  os  lutadores  se matavam,  mais a  frente , o imperador com seu “polegar para  o  alto” ,  salvava  até alguns derrotados , como premio pelo seu desempenho  . 





Em continuidade  passaram a lutar apenas se ferindo e não poderiam matar seus  oponentes .  Mais  depois ,veio então, a  primeira  atitude  ligada  a  responsabilidade  civil” que se tem conhecimento , com a  Lex  Aquilia ,( seculo 1) que  obrigava  ao  lutador  que  ferisse  o outro  e  este  não pudesse  trabalhar, sustentaria a  família  deste até  que  ele estivesse em condições. Tudo  caminhava  então para  a  nossa  Luta Livre. Havia  naquela  época , uma  mistura  quase sem limites de todas  as disciplinas. Por outro lado as “Lutas  Raízes” de cada  região também iam se “adoçando “  e  as diversas  disciplinas   criando suas  individualidades  e  acentuando  suas  diferenças.   Em 1539 , mal  os  portugueses tinham tomado pé  na  terra  de além mar, era publicado  na  Europa   o livro  ”A Arte de  lutar” do  alemão Fabian Von Auerswald , que  apresentava mais de  80  desenhos  das  técnicas  mais  conhecidas da época. E cada  vez  mais  a  Luta  Livre por  sua  naturalidade  cristalina, sempre servia de  componente  direta  ou indiretamente  para todas as  outras  disciplinas.  A nossa  Luta sempre  foi  natural, espontânea  e  intuitiva . Por outro lado ,os colonizadores  sempre  levavam  as  lutas  raízes  de seus  países para  suas  colônias , e com os  portugueses  não  foi diferente. A  “Barranqueira”  e  a “Galhofa”  seguramente  estavam a  bordo das  caravelas da  frota de  Cabral  com  algum praticante .    Aqui   os  habitantes  da  terra também tinham  suas  lutas  ( o  Uka-uka  dos  índios  Xavantes  ) que  conservaram até  os  dias de hoje  .  A mistura  e  influência  de  uma disciplina  para as  outras  era   permanente , velada  ou  não.  Apenas  nas  orientais  o espirito  religioso que as circundava , tornava  algumas   mais  herméticas .  Quando se  tratava  de  simplicidade então  a  Luta  Livre  tinha  sempre um caminho da  naturalidade .  Além de tudo ,quando se precisava  de uma   “ajuda “ no  confronto  direto entre as  diversas  disciplinas   ou nas  lutas  mistas  a  Luta  Livre  era  imbatível. Não  adianta  criarem regras, limitações ,nomes  e  artifícios , a  Luta  Livre  Brasileira  segue  para  o  lugar de destaque  que  sempre  mereceu .  Nos  dias  de  hoje , um outro  fator que  destaca demais  a  Luta Livre  das  outras  disciplinas , é  funcionar  com eficiência   e  máxima adaptação  nos  confrontos  de  MMA .  Salve  a  LUTA LIVRE  BRASILEIRA  !!!




Observaçóes Pertinentes :  


1=  Lutas  Raizes =   O  homem sempre  lutou e cada  região com seus  costumes , tinha  sua  Luta  que  vinha  se modificando  com o tempo ,até  se  consolidar. Elas  sempre  foram  ligadas  ao folclore  e  costumes de cada  povo .  O órgão  dirigente  internacional  da   Luta  Olímpica  (  A antiga   FILA  , hoje  UWW   United World  Wrestling  ) tem  cadastrado  mais de  50  tipos de  lutas raízes  e faz  um excelente  trabalho de pesquisa e arquivo . O  “Glima” da  Islândia  é  a “Luta  Raiz “ mais   parecida  com nossa  Luta  Livre  dos  dias de hoje.  Sem duvida  a  Luta  Livre  e  o Wrestling  tem origem muito próxima  e  até  digo  são  “primas”, com objetivos que  as diferenciam ,o Wrestling  com o “encostamento de espáduas” no solo e  a  Luta Livre  a  “finalização” ou  seja  a desistência  do  oponente.   





2=Uma boa definição :LUTA  LIVRE  é uma atividade de força  e destreza ,que busca através do desenvolvimento e aplicação  de suas técnicas  de  domínio e submissão do oponente ,  transformar os instintos  naturais de defesa pessoal  num veiculo de  crescimento espiritual e físico.






terça-feira, 27 de janeiro de 2015

BJJ MENTAL COACH: FORTALECENDO THALES PARA A QUINTA VITÓRIA








Com apoio de 'mental coach', Thales Leites quer quina no UFC com nocaute sobre Boetsch





Atleta da Nova União, que levou à lona seus dois últimos adversários, se vê mais maduro e confiante para duelo contra o norte-americano, neste sábado, dia 31, em Las Vegas
Os olhos do mundo inteiro estarão voltados para o UFC 183, neste sábado, dia 31 de janeiro, em Las Vegas, nos Estados Unidos. O evento marca o retorno de Anderson Silva, após mais de um ano parado por conta de uma grave lesão na perna, e terá a presença de diversos brasileiros. No embalo dessa euforia está Thales Leites que, em franca ascensão, encara o norte-americano Tim Boetsch no card principal, em luta válida pela categoria peso-médio (até 83,9kg). Em busca do quinto triunfo consecutivo no octógono, o atleta da Nova União mantém o trabalho com o "mental coach" Gustavo Dantas, que o acompanha desde seu retorno ao Ultimate, em agosto de 2013.

Os recentes bons resultados de Thales coincidem justamente com o início do trabalho psicológico. Dantas é formado em Educação Física pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e faixa-preta de jiu-jitsu do líder da Nova União, André Pederneiras. De lá para cá, foram quatro triunfos, sendo os dois últimos por nocaute, 100% de aproveitamento, e a expectativa de que, completando a quina, entre no Top 10 da categoria da qual já foi desafiante ao título.

"Eu sempre tive o acompanhamento do Gustavo em minhas lutas no UFC, mas, desde que voltei ao evento essa preparação com ele foi mais focada na parte mental", explica o lutador. "Sem esse trabalho psicológico, sua confiança não é mesma. E essa confiança nas minhas habilidades e no meu potencial devem estar na minha mente o tempo inteiro. Depois que passei a fazer isso, me tornei um novo lutador".

Gustavo Dantas conta como o trabalho é feito e como isso o ajuda a melhorar sua performance. "Basicamente, meu trabalho com o Thales é fazer com ele aprenda a focar apenas nas coisas que ele tem controle, como o processo de treinamento e performance. Quando se foca em algo que o atleta não tem controle, como o resultado final, automaticamente ele apresenta ansiedade, tensão muscular e uma performance abaixo do seu potencial. O Thales é muito dedicado, tanto nos treinos como no trabalho mental, e não por acaso os resultados estão ótimos", explica.

Adversário de Thales, o norte-americano Tim Boetsch ocupa a 14ª posição no ranking dos médios e vem de vitória sobre Brad Tavares, em agosto de 2014. Boetsch, que completa 34 anos na próxima quarta-feira, dia 28 de janeiro, é conhecido pela mão pesada e um estilo nocauteador, algo que não preocupa Thales, já que o brasileiro vem em constante evolução na luta em pé e promete trocar de igual para igual com o americano.




"O Boetsch já nocauteou muita gente no UFC, mas estou pronto para trocar chumbo com ele. Chumbo trocado não dói, então vou para cima. Não vejo essa luta nas mãos dos juízes, alguém vai sentir a mão na trocação, e vai ser ele", garante Thales comentando ainda sua sequência de vitórias no Ultimate: "Esse número me empolga, mas a categoria é outra hoje, está mais embolada, com grandes nomes. Eu era um entre 2008 e 2009, agora sou um novo Thales. Minha hora de um novo title shot vai chegar, eu sei disso, então vou passo a passo, luta a luta, até chegar lá, sem pressa", finaliza o peso-médio.

domingo, 25 de janeiro de 2015

RÔMULO AZEVEDO "CAJÚ" : PESO E ABSOLUTO NO SUL AMERICANO PRÓ DA CBLP.


Rômulo Azevedo, o Cajú






















o conheci através do Thales Leites e tive a oportunidade de apresentar sua luta no WOCS 16 e de lá pra cá nos tornamos amigos e com isso passei a acompanhar Rômulo mais de perto, afinal ele também era, assim como Thales cria do Welton Ribeiro, um cara que eu admiro muito.
As coisas iam caminhando normalmente, Rômulo ia evoluindo cada vez mais vencendo importantes campeonatos e ai então veio uma séria contusão que fez Rômulo ter que dar uns passos atrás e recomeçar.

E é sobre esse recomeçar que falamos com ele, um recomeçar da melhor maneira possível ; sagrando se campeão no esporte que ele mais ama, o Jiujitsu, mas ele não se contentou em ser só campeão no seu peso, o meio pesado, ele venceu também o absoluto do Sulamericano Profissional, evento organizado pela CBLP.

Conversei sobre a sua volta vitoriosa aos tatames e você acompanha abaixo:










" Opa!!! Blz Olivar

Po, to voltando de lesão. Tive uma lesão séria no cotovelo no absoluto do Long Beach open, no final do ano passado, rompi todos os ligamentos.
Voltei pro Brasil pra fazer a reabilitação com meu Fisio, Israel da Silveira que me deixou 100%
Hoje foi a primeira competição depois da lesão, fiz 4 lutas e consegui finalizar as 3 primeiras e a final foi 9x2
Foi maneiro, levei a categoria e absoluto.
Ganhei um cinturão maneiro!!
To amarradão!!

2015 começando, to levando fé que vai ser um grande ano!!! "



Perguntei se ele queria agradecer a alguém e assim ele o fez:


Ao meu fisioterapeuta Israel da Silveira, academia Aquavitae Niteroi onde eu faço minha preparação física e dou minhas aulas, A Konklav Tattoo que é um studio irado aqui em Niterói que me apoia,  Vulkan Brasil e ao meu Mestre Welton Ribeiro!!!




                         
                                                                  Olivar Leite.

GILDA OLIVEIRA E AS NOVIDADES DAS MENINAS DA LUTA OLÍMPICA.








Bati um papo com a princesa Gilda Oliveira, dedicada atleta da nossa Luta Olímpica, para que ela me contasse as novidades da nossa equipe feminina.
Como sempre atenciosa comigo a atleta contou como anda a preparação da seleção que poderá entrar para a história nos esportes de luta no Brasil, acompanhe abaixo;








" NOSSA SELEÇÃO BRASILEIRA FEMININA DE LUTA OLÍMPICA INICIOU O ANO COM FORÇA TOTAL, APÓS TODAS AS ATLETAS TEREM PARTICIPADO DO DO TRISLS (SELETIVA PARA SELEÇÃO BRASILEIRA),ESTAMOS  NESSE MOMENTO CONCENTRADAS PARTICIPANDO DE UM TREINAMENTO NO CEFAN-MARINHA ONDE FICA O CENTRO UNITED WORLD WRESTLING DAS AMÉRICAS.
ESTAMOS NOS PREPARANDO PARA INICIAR NOSSO CALENDÁRIO INTERNACIONAL DE COMPETIÇÕES, NO PRÓXIMO DIA 29 ESTAREMOS EMBARCANDO PARA A FRANÇA,ONDE PARTICIPAREMOS DO TORNEIO GOLDEN GRAD PRIX DE PARIS E LOGO EM SEGUIDA IREMOS PARA SUÉCIA PARTICIPAR DE MAIS UMA COMPETIÇÃO O KLIPPAN LADY OPEN .

NESSE PRIMEIRO SEMESTRE TEREMOS UMA COMPETIÇÃO IMPORTANTE QUE É O CAMPEONATO PAN-AMERICANO QUE SERÁ CLASSIFICATÓRIO PARA OS JOGOS PAN-AMERICANOS 2015 DE TORONTO,NO QUAL JÁ ME ENCONTRO CLASSIFICADA DEVIDO O FATO DE TER SIDO CAMPEÃ NOS JOGOS SUL-AMERICANOS DE 2014;LEVANDO  EM CONTA O EMPENHO DA NOSSA SELEÇÃO FEMININA E O EXCELENTE TRABALHO QUE VEM SENDO REALIZADO PELOS NOSSOS TÉCNICOS PEDRO PEREZ E ANGEL ALDAMA,TENHO CERTEZA QUE MAIS MENINAS IRÃO GARANTIR SUA VAGA NOS JOGOS PAN DE TORONTO,E CERTAMENTE GARANTIREMOS VAGAS NAS OLÍMPIADAS DE 2016."





                                                              Olivar Leite.