quarta-feira, 24 de agosto de 2016

RONYS TORRES: MR. CAGE COM ADVERSÁRIO EXPERIENTE.

























Ronys Torres,


foi o grande vencedor do Jacaré Combat, mas sequer teve tempo de comemorar pois já tem compromisso para esse sábado no MMA, e ele me contou como está sua preparação :




" Fala mano, 

Graças a Deus mais uma vitória na minha vida e carreira , mas sem tempo pra descanso e comemorações , já luto sábado o Mr Cage , enfrento um cara bastante duro e experiente, o Silmar Sombra , mas estou em um ritmo bom, e cheio de vontade de vencer , tô naquela guerra contra o peso , não tem sido fácil , mas até aqui Deus tem me ajudado , faltam 3 quilos , mas vou vencer essa primeira guerra !

Quero agradece a todos que torcem por mim, que mandam energia positiva , agradecer a SEJEL , a Espantalho Pneus , Samel , Rodrigo Waughan , prefeitura de Manacapuru "






                                                                  Olivar Leite.

terça-feira, 23 de agosto de 2016

CHATUBA E A SAGA DE CHATUBINHA NA RÚSSIA.



André Chatuba 
conta como foi a saga de Chatubinha para vencer o ACB 43 na Rússia:













“ Olivar,
foram 3 rounds intensos de trocação e luta no solo.
Ocorreu um fato na luta que eu fiquei chateado lá na hora, faltando 30 segundos para acabar o segundo round, o Chatubinha encaixou o triângulo de mão, quando tocou o sino do final do round ele soltou e o cara estava desmaiado, ficou desacordado por uns 10 segundos, ai eu entrei comemorando por que eu sei que na regra mundial se o round acaba com o atleta desacordado a luta acaba.

Ai eu questionei e eles disseram que tinha que continuar a luta, eu disse que não lutaríamos mais, ai veio um organizador do evento gritando muito lá de fora dizendo que teríamos que lutar, fiquei muito assustado na hora e pedi para o Chatubinha voltar urgente, pois não estamos no nosso país e eu não sabia o que podia acontecer, mas Chatubinha voltou para o terceiro round com giro intenso, até que conseguiu encaixar o katagatame e finalizar, mesmo depois de no final do segundo round, ter ficado parado além do tempo normal, mais 2 minutos.”







                                                               Olivar Leite.

Davi Ramos comemora volta vitoriosa ao MMA


















Quase dois anos sem competir nas artes marciais mistas, brasileiro finalizou Mike Flach na última sexta-feira, dia 19, pelo RFA 42
Davi Ramos ficou 22 meses sem pisar no cage, mas teve motivos de sombra para sorrir quando o fez novamente. Na última sexta-feira, dia 19, o carioca finalizou, ainda no primeiro round, o norte-americano Mike Flach pelo card principal do RFA 42, na Califórnia, nos Estados Unidos, anotando sua quinta vitória no MMA profissional, a quarta por finalização. O longo período ausente da modalidade serviu para o lutador evoluir em seu jogo.

Entre sua última luta de MMA, ainda pelo Bellator, e o recente triunfo, Davi Ramos não parou de competir no grappling e jiu-jitsu. Em agosto do ano passado, ele brilhou no ADCC, conquistando o título até 77 kg de maneira espetacular. A intensidade de seu estilo de luta ficou comprovada mais uma vez contra Flach, com o mata-leão que sacramentou o resultado de sua volta ao cage.

"Eu estava ansioso para voltar ao MMA, queria logo lutar. Deu tudo certo, o combate contra o Flach saiu exatamente como eu imaginava. Ele tentou me confundir trocando de base, mas eu já havia estudado o jogo dele e estava muito bem preparado. Venho me dedicando muito ao wrestling, à trocação, mas minha ideia é sempre finalizar minhas lutas. Essa é a minha origem", explicou Davi após a vitória.

Desde 2013 se dedicando ao MMA, o carioca amargou o maior período ausente dos cages. Uma desavença contratual com o Bellator afastou Davi. De volta à ativa, ele está ainda melhor. "Eu sou um atleta extremamente competitivo, adoro me testar. Eu fiquei quase dois anos sem lutar MMA, mas segui lutando em outras modalidades, me preparando. Na verdade, eu me senti melhor agora do que quando lutei pela última vez, e estou muito feliz por isso", comemorou.

Davi Ramos segue nos Estados Unidos para ministrar seminários, mas já pensa no futuro. Sem sofrer com lesões ou ferimentos no último combate, ele planeja voltar ao cage do RFA próximo do fim ao ano, além de algumas disputas de grppling e jiu-jitsu.

"Fiquei muito tempo sem lutar MMA, agora quero recuperar esse tempo perdido. Volto ao Brasil no final deste mês e já vou começar a treinar para me manter ativo. Quero lutar novamente entre novembro e dezembro no RFA, só dependo do evento. Mas quero também disputar o Mundial Sem Quimono neste ano, além de alguns compromissos que eu tenho com a Copa Pódio, então a galera do jiu-jitsu ainda vai me ver competindo de quimono. Quero um final de ano intenso", avisou Davi, aos risos.




Sobre Davi Ramos


Natural do Rio de Janeiro, Davi Ramos iniciou sua trajetória no jiu-jitsu aos 12 anos e foi graduado como faixa-preta por Cezar Casquinha. Em 2010, passou a se dedicar também ao MMA, modalidade na qual tem seis lutas profissionais, sendo cinco vitórias e apenas uma derrota. Atualmente, defende a equipe Team Nogueira nas artes marciais mistas. Na arte suave, Davi representa a equipe Atos Jiu-Jitsu. Aos 29 anos, a maior glória de sua carreira foi conquistada em agosto de 2015, quando finalizou nomes como Gilbert Durinho e Lucas Lepri para ficar com o título do ADCC na categoria até 77kg.

domingo, 21 de agosto de 2016

ROBERTÃO ORGANIZA COPA DE WRESTLING NA AREIA.
























Campinas sediará dia 28 de agosto em evento da Virada Esportiva, a primeira Copa de Wrestling de Areia.

Idealizada pelo Arbitro de MMA , Roberto Thomaz, mais conhecido como Robertão , será uma festa reunindo mais de 100 lutadores famosos de MMA, testando seu wrestling.
O show contara com 20 lutas casadas e mais três super lutas por cinturões que despertaram a mídia do segmento para o talento do arbitro ogro para casar lutas.
Robertão ainda reservou vagas para 8 categorias de pesos o que garantiu um número assustador de participantes.
A festa terá muitas coberturas de TVs, Blogs, sites, portais , vídeo makers documentaristas e até dois drones sobrevoando as áreas de lutas para gravar os melhores momentos.
Estrutura com tendas com águas, frutas e suplementos, as premiações serão materiais esportivos e suplementos além de medalhas, troféus e cinturões.
A  CNMMA e WMMAC chancelam o evento e garantem pontos para o rankamento nacional pois o objetivo da equipe de organização é fazer várias etapas.
Robertão atacando de match maker colocou frente a frente a maior rivalidade nacional no MMA e trouxe para o Wrestling, Malvado x Wendell Negão.
Colocou Ana Maria India x Jenny Gotti em um duelo entre as belas,  numa revanche que promete agitar o público presente a Lagoa do Taquaral, área muito nobre da cidade.
A terceira super luta será entre o campeão mundial de Jiujitsu e invicto lutador de MMA Dayvid Klay e o desafiante Murilo Pedro, pupilo do campeão ADCC Yves Carbinatti.
Entre as lutas casadas teremos nomes muito famosos como Babuíno, Berinja, Mamuth, Daga, Carcacinha, Claudiere, Sattelmayer, Gameth, Psit, Guilherme Dmenor, Bianca Reis, Camilia Pitbull, Rodrigo Cabeça, Allan Rennan, Emerson Vitorino, Rodrigo Mendes, Celso alemão, Ewerton ferreira, Favacho spartano, Thiago Duarte, HK costa, Thiago lima, Clodoaldo ferreira, Alan Salgado, Dannilo Bushido, Paulo Surian, Rian Martinazzo, Salvador Miniti, Fernando Buiu, Cicero Gardenal...


Muitas presença VIPS são aguardadas como a Vice presidente do ADCC Cris Magiros, Mestre Clayton Mangueira, Mestre Robles, Mestre Marcelo Ferreira, Mestre Jairo Corsino,  Mestre Mauricio Medina, Maldonado, Wagner caldeirão, Marcelo Drago, Mestre André Gomes, Dr Alipio Naphal e o Gigante do Ring do Pro wrestling Michel Serdan.
Todo evento está sendo organizado  pela Thomaz Sports&Business.
Dia 28 de agosto entrada franca e inscrições gratuitas, acesso pelo portão 7 a partir das 10 horas.

Quem vai jogar quem nas areias escaldantes de Campinas ...




quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Adriano Moraes comemora ‘luta perfeita’ por cinturão do ONE




















Brasileiro conquistou o título interino peso-mosca do evento com uma apresentação dominante sobre Tilek Batyrov no último sábado, dia 13
Adriano Moraes prometeu e cumpriu. Escalado para a principal luta do ONE Championship 45, no último sábado, dia 13 de agosto, em Macau, na China, o brasileiro não deixou a decisão do combate nas mãos dos juízes laterais e finalizou Tilek Batyrov no segundo round, conquistando o título interino dos moscas (até 56,7 kg). O triunfo, resultado de uma atuação segura, é motivo de muito orgulho para o lutador.

E desafios não faltaram no outro lado do cage. Batyrov só havia perdido um duelo na carreira, além de subir para lutar mais pesado que o brasileiro, já que não bateu o peso limite da categoria na pesagem oficial. Some ainda o fato do quirguistanês substituir Andrew Leone há uma semana do evento, deixando Adriano com pouco tempo para estudar seu oponente. Mas o faixa-preta de jiu-jitsu aceitou o embate e usou seu grappling para alcançar a 15ª vitória em 17 lutas na carreira.




"Foram vários contratempos na semana da luta, muitas mudanças, mas deu tudo certo. Consegui me impor, mostrar tudo o que eu havia treinado, e isso me deixa muito feliz, muito orgulhoso. Foi uma luta perfeita, sem sustos, e consegui acabar com meu adversário antes do último round. Aprendi a lição quando me tiraram o cinturão, e assim será de agora em diante", comemorou Adriano.

Já de volta aos Estados Unidos, aonde treina e mora atualmente, Adriano agora aguarda pelo próximo duelo na carreira. Aos 27 anos, o atleta natural de Brasília, no Distrito Federal, espera pela revanche contra Kairat Akhmetov, em luta de unificação dos cinturões da categoria no ONE. Porém, não descarta novos rumos para o futuro próximo.

"Pela forma que foi minha luta contra o Kairat, resultado contestado pela maioria, eu merecia uma revanche imediata. Já lutei duas vezes e ele ainda não lutou novamente. Acho que não tem como essa revanche não acontecer agora, mas vamos ver o que vai acontecer. Se o ONE me oferecer essa luta, vamos analisar. Se chegar outra proposta, vamos estudar também e ver se vale a pena. O certo é que quero lutar ainda em 2016 novamente", explicou.




Sobre Adriano Moraes


Adriano Moraes é natural de Brasília, Distrito Federal, competidor da categoria peso-mosca (até 56,7 kg) e iniciou sua trajetória nas artes marciais praticando judô, aos 7 anos. Passou pela capoeira até começar os treinos de jiu-jitsu, aos 15, conquistando a faixa-preta das mãos de Ataíde Jr aos 26 anos. Estreou no MMA profissional em 2011, e dois anos depois faturou o título do Shooto Brasil. Assinou contrato com o evento asiático ONE Championship logo em seguida. Conquistou o cinturão linear em setembro de 2014, e defendeu o posto por um ano. O brasileiro é dono de um cartel profissional com 17 lutas, sendo 15 vitórias e apenas duas derrotas, e atualmente é dono do título interino da categoria no ONE Championship.