sábado, 18 de abril de 2015

GORDO JIUJITSU NO CAMPEONATO HÉLIO GRACIE.
























O Campeonato Hélio Gracie de Jiujitsu

que já vem se transformando em um dos tradicionais torneios realizados no Rio de Janeiro teve a participação de atletas da Gordo Jiujitsu.
Na faixa preta categoria leve a Gordo Jiujitsu colocou dois dos seus representantes no pódio, Rafael Henrique foi o grande campeão e o terceiro lugar na categoria foi Claudio Heinrich, o Claudinho.
Destaque também para Eduardo Roque que deu show na faixa azul subindo no lugar mais alto do pódio.




                                                                          Olivar Leite.

SHOOTO 53: PESAGEM.


















Pesagem do Shooto Brasil 53 tem clima de respeito antes de volta à antiga casa


Felipe Olivieri encara Alváro Pastor na luta principal neste domingo, dia 19 de abril, no Clube Hebraica; Luciana Pereira e Priscila Matias disputam cinturão peso-galo
O primeiro Shooto Brasil de 2015 retorna a sua antiga casa neste domingo, dia 19 de abril. Pela 10ª vez na história da organização, o Clube Hebraica, em Laranjeiras, Zona Sul do Rio de Janeiro, será palco do show. Na luta principal da noite do Shooto 53, o experiente atleta da Nova União Felipe Olivieri encara Alváro Pastor em duelo válido pela divisão dos leves (até 70,7kg). Na co-luta mais importante, o primeiro cinturão peso-galo (até 62kg, seguindo o limite oficial do Shooto no Japão) sai da disputa entre Luciana Pereira e Priscila Matias. Este será o primeiro evento sob chancela da CABMMA (Comissão Atlética Brasileira de MMA) e o Canal Combate transmite ao vivo a partir das 19h, horário de Brasília.

"É com muito prazer que voltamos ao Hebraica depois de quase um ano. Já fizemos edições marcantes no local e o objetivo é repetir esse sucesso. A parceria com a CABMMA agregou muito em qualidade ao evento e tenho certeza que essa primeira edição de 2015 terá grandes lutas para o público que comparecer ao ginásio", afirma André Pederneiras, presidente do Shooto Brasil.

Na pesagem oficial realizada neste sábado, dia 18 de abril, na academia Upper, na Zona Sul do Rio de Janeiro, o clima foi de cordialidade, mas alguns atletas tiveram problemas com a balança. Os duelos entre Dyllan Alves contra Jhonata da Silva e Marco Nenê contra Felipe Jesus foram retirados do card após Dyllan e Felipe ultrapassarem seus limites das categorias peso-palha (até 52,6kg) em 3kg e 1,5kg, respectivamente e não chegarem a um acordo com os adversários.

Representante da luta inaugural da noite, Claudio Coutinho também ultrapassou em 1kg o limite da divisão dos palhas e terá que repassar 20% da bolsa ao seu adversário Danilo Gomes. Outro que não conseguiu chegar ao peso limite de sua categoria foi Rafael Mota que enfrenta Kaue Fernandes pela divisão dos penas (até 66,1kg). Com 2,5kg acima, ficou acordado que Mota terá que bater 70kg até as 17h deste domingo, dia do evento.

O mesmo aconteceu na luta principal da noite. Enquanto o experiente atleta da Nova União, Felipe Olivieri bateu 70,7kg, o limite exato da categoria peso-leve com a tolerância aceitada pela CABMMA, seu adversário Alvaro Pastor atingiu 74,4kg. Depois de um acordo com Felipe, ele também terá que atingir 79kg, as 17h deste domingo e ainda foi multado em 40% da bolsa, repassado ao oponente. No duelo válido pelo cinturão peso-galo feminino, Luciana Pereira e Priscila Matias atingiram os 62kg, limites da divisão. Os demais atletas atingiram os pesos de suas respectivas categorias.






Shotoo Brasil 53

Data: Domingo, 19 de abril de 2015
Horário: 19h (Ao vivo no Canal Combate)
Local: Clube Hebraica Rio
Endereço: Rua das Laranjeiras 346 - Laranjeiras, Rio de Janeiro

Card de lutas

Até 70,7kg: Álvaro Pastor*** (74,4kg) (SIAM) x Felipe Olivieri (70,7kg) (Nova União)
Até 62kg: Priscila de Souza Matias (62kg) (PRVT) x Luciana Pereira (62kg) (Nova União) - disputa de cinturão
Até 61,6kg: Eliel Topete Dourado (61,5kg) (BPT Bulldogs Gym) x Luciano Benício (61,7kg) (Nova União)
Até 66,1kg: Paulo de Laia Almeida (66,1kg) (BPT Bulldogs Gym) x Eliandro PQD (65,8kg) (Nova União)
Até 70,7kg: Osmar Junior Sequela (70,6kg) (BPT Bulldogs Gym) x Alcides Nunes (70,5kg) (Team Laerte Barcelos)
Até 57,1kg: Julio Splinter (57,1kg) (Brazilian Top Team) x Ronaldo Candido de Oliveira (57,1kg) (Nova União)
Até 66,1kg: Rafael Santana Mota** (68,6kg) (BPT Bulldogs Gym) x Kauê Fernandes Pinheiro (66,1kg) (Nova União)
Até 57kg: Augustin Zás Presa (56,7kg) (Baixinho Team) x Heider Prais Quina (57kg) (Nova União)
Até 52kg: Danilo Gomes Correia (51,7kg) (Pejor) x Claudio Coutinho* (53,7kg) (Nova União)

*O atleta ultrapassou em 1kg o limite da divisão e foi multado em 20% da bolsa, repassada ao adversário

**O atleta ultrapassou em 2,5kg o limite da divisão e terá que bater 70kg as 17h do dia do evento, conforme acordado com seu adversário


***O atleta ultrapassou em 3,7kg o limite da divisão e terá que bater 79kg as 17h do dia do evento, conforme acordado com seu adversário

sexta-feira, 17 de abril de 2015

BAIXINHO TEAM: AGENDA CHEIA E NOVOS VALORES !








" Fala Olivar, pois é meu irmão a agenda ta cheia e a rapaziada ta muito empolgada,

o primeiro a lutar será Claudio Santos ( Tailandês )ele luta neste Sábado no Fatality Arena contra o Atleta da equipe Art Fighter  Claudio Cruz e essa luta promete pelo fato de ambos serem atletas do Muay Thai e com experiência em lutas
Acho que na trocação a luta vai ser parelha e vai levar vantagem aquele que estiver bem condicionado e melhor nas  técnicas de quedas e chão.
Tailandês está pronto p brigar 15 minutos em qualquer área que a luta for, porém com certeza prefere a trocação.




Já no domingo de manhã o Thiago Manchinha vai fazer uma luta casada de Submission no evento Gladiator contra o também atleta de MMA Otto Rodrigues
Manchinha que vem se preparando para lutar contra o Wagney Fabiano da Nova União entrou no lugar do Eduardo Simões que se machucou treinando wrestling comigo, aproveitei e botei o Manchinha pra já ficar no ritmo de competição,  já que o Wagney é um atleta de Jiu Jitsu também, acho que será uma boa luta e levo fé no Manchinha finalizar o Otto.

No Domingo a noite serão 2 atletas no Shooto Brasil
Na categoria 57kg vai lutar o Agustín Zas, Uruguaio que veio para a minha equipe e hoje reside no Rio e  vai enfrentar o atleta Eider Prass da Nova União
A luta pode ser rápida se os 2 forem p a trocação ou pode se tornar um duelo de estilos, Muay Thai  x  Jiu Jitsu.
Agustín como sempre está afiado na parte da trocação e pode surpreender no chão graças ao bom trabalho feito pelo professor Eduardo Simões na parte de queda e chão
Agustín apesar de ser do Muay Thai,  vem se dedicando muito a treinar wrestling e chão,  tanto a luta livre como o Jiu Jitsu com o Mestre Ari Galo na Carlson Gracie
Sabemos que seu adversário é do Jiu Jitsu da Nova União,  então temos que respeitar,  porém não ter medo. E apesar de na trocação o Eider ser aguerrido não tem a técnica de Thai como a do Agustin, então bem provável que seja um duelo de estilos.




E por último uma luta que promete muito, Marco Nene x Felipe Jesus, afinal ambos tem um excelente background no Muay Thai e  poder de nocaute.
Nene está rápido e com ótimas combinações, acredito que seu adversário também, por isso
Acredito que seja  bem provável terminar por nocaute, mas com certeza aquele que levar desvantagem na trocação deve partir para o plano B que é levar a luta p o chão, porém não quer dizer que irá reverter a luta, pois os 2 não tem tanta técnica de chão, é o que eu acho e treinamos muito o Nene na parte física que deve ser um fator determinante nessa luta caso não ocorra um nocaute que é o mais provável , mas estou confiante no Marco Nene por ter um poder de nocaute forte
E vale lembrar que agora o Shooto vale cotoveladas,   então um bom ground and  pound pode definir a luta com as cotoveladas.
Essa luta pode vir a ser a melhor do evento são duas grandes promessas do MMA

Olivar eu vou aproveitar a oportunidade para  agradecer a todos da equipe Baixinho Team que ajudaram na preparação dos atletas para esses combates, principalmente ao meu irmão Aloisio Dado, Eduardo Simões e Mestre Ari Galo

Agradecer ao Delta e Rafa Bronx na parte de musculação   e  aos parceiros Alexandre Manso na parte funcional,  Mariana Belém Nutricionista da equipe, Renai da Fifty Tattoo e Casa do Açai que ajudam os atletas.
Agora é aguardar bons resultados e em breve tem mais atletas da Baixinho Team nos eventos nacionais e internacionais.

Valeu irmão !"



Saiba mais sobre Alexandre Baixinho:





















nas Artes Marciais desde criança. 
Passou pelo judô, boxe e jiu jitsu até conhecer o mestre Marco Ruas e começar a treinar Muay Thai e MMA, em 1988. Depois de aperfeiçoar-se em outras modalidades, Baixinho fez sua primeira luta oficial de MMA em 1998. Com outros lutadores, criou a Gracie Barra Combat Team, que sofreria um racha na equipe três anos depois. O lutador, então, decidiu criar a Baixinho Team.
Nesse intervalo Baixinho fez história ao vencer o tradicional evento IVC, acumulou vitórias em cima de nomes fortes e respeitados como Claudionor Fontenele, Luiz Claudio das Dores, Mauricio Reis, Johil de Oliveira, Peterson Melo, Alex Gazé, Udi Lima, Sérgio Jr., Paulo Rambinho, entre outros.
 Hoje, o atleta representa a Carlson Gracie, onde treina diariamente com o mestre Ari Galo, e a Nobre Arte, que tem o mestre Cláudio Coelho como seu treinador de boxe.
A frente da equipe Baixinho Team, ele mesmo  junto com seu irmão Aloisio Dado e Eduardo “ Dudu” Simões estão construindo um trabalho passo a passo com alicerces firmes, sólidos, posso falar pois eu acompanho o trabalho de Baixinho de perto desde o principio e a cada visita encontro uma equipe mais treinada nos fundamentos da luta em pé e na luta de solo, atletas jovens promissores dando uma opção com qualidade para os organizadores de eventos pelo Brasil.

Quer entrar na equipe?
Treinar com as feras?
Contato: Email : ale.baixinho@hotmail.com
Tel : 98057-1989














                                                                        Olivar Leite.

quinta-feira, 16 de abril de 2015

SHOOTO 53: OLIVIERI VEM COM TUDO !








Shooto: Olivieri supera revés no TUF e lesão; Luciana quer alçar voos mais altos com título
Evento acontece neste domingo, dia 19, no Rio de Janeiro, e terá onze lutas; Credenciamento de imprensa vai até sexta-feira, dia 17






O clube Hebraica, no Rio de Janeiro, recebe a primeira edição do Shooto Brasil neste domingo, dia 19 de abril, a partir das 19h (horário de Brasília). Nas duas lutas principais, dois atletas muito experientes e respeitados da academia Nova União entram no cage do Shooto 53 em busca de objetivos semelhantes, em momentos de crescimento. Na luta principal, Felipe Olivieri enfrenta Álvaro Pastor na categoria até 70kg, invicto desde que bateu na trave na eliminatória do The Ultimate Fighter Brasil II, em 2013. Na co-luta da noite, Luciana Pereira disputa o cinturão feminino até 61kg contra Priscila Matias, também sem perder desde 2013. Os ingressos para o evento custam R$ 20 e podem ser adquiridos na Academia Upper, no Flamengo. O Canal Combate transmite ao vivo.

Em janeiro de 2013, Felipe Olivieri tentou vaga na segunda edição do TUF Brasil, mas acabou derrotado por Neilson Gomes na luta eliminatória e não entrou na casa. Faixa-preta de jiu-jitsu, ele passou a concentrar mais nos treinos de muay thai com o campeão do WGP Emerson Falcão e no boxe, liderado na Nova União por Giovanni Diniz. Os resultados não demoraram a aparecer e, no mesmo ano, conseguiu dois nocautes no primeiro round. Porém, a alegria deu lugar à incerteza, quando uma lesão no ombro causada por excesso de treinos o fez parar por um longo tempo. Agora, ele encara a luta principal do Shooto 53 como uma oportunidade de mostrar ao público um atleta mais completo.

"Eu estava treinando muito por causa da minha vontade em mostrar para todo mundo que eu podia apresentar um MMA de alto nível. Machuquei o ombro por causa desse excesso de vontade e acabei ficando mais de um ano parado. Agora estou confiante para voltar a lutar, vencer novamente e revelar ao público no ginásio como eu consegui evoluir no boxe. Apesar da minha base ser o jiu-jítsu, eu me dediquei muito aos treinos de muay thai e kickboxing na Nova União. As pessoas gostam de ver ação e é isso que quero mostrar para elas no Shooto", conta.

O início da carreira de Felipe Olivieri, hoje com 29 anos, foi há exatamente uma década. Depois de servir ao Exército Brasileiro, o atleta ingressou na academia Boxe Thai, sob o comando do falecido e respeitado mestre Luiz Alves, onde encontrou o amigo pessoal e atual companheiro de treinos na Nova União Johnny Eduardo. Com 13 vitórias e quatro derrotas na carreira, Olivieri lembra do início de carreira complicado para se motivar e vencer Álvaro Pastor no Shooto Brasil 53. 

"Com o mestre Luiz Alves e o Johnny, comecei a pensar em dar passos maiores, como profissional, mas era muita dureza no início. Tanto nos treinos, só com casca grossa, quanto nos eventos, que não tinham uma estrutura como o Shooto. Mas lembro com carinho do Marlon Sandro e do José Aldo, novos ainda e com muita disposição, vontade de vencer sempre. Isso tudo me incentivava a superar as barreiras. Sei que todas as lutas trazem muitas responsabilidades, mas essa vai ser especial por ser a minha volta. Estudei o adversário, sei que é um finalizador, e estou preparado para vencer esse importante combate", comenta Olivieri. 
Cinturão feminino e uma chance para mudar de vida

Na co-luta principal do Shooto 53, Luciana Pereira, de 34 anos, vê a chance de disputar o cinturão feminino até 61kg contra Priscila Matias como uma oportunidade de mudar de vida. A atleta da Nova União vislumbra nova fase na carreira em caso de vitória e almeja migrar para eventos internacionais como aconteceu com diversos campeões do Shooto Brasil, como Dudu Dantas, Hacran Dias e Hernani Perpétuo, entre outros.

"Eu estou muito feliz em disputar o cinturão da categoria galo do Shooto. É uma chance única na minha vida e um grande sonho. Estou treinando muito, determinada e focada. Todo mundo que ganha um cinturão do Shooto teve uma porta aberta para lutar em eventos internacionais e acho que chegou a minha vez. Estou há muito tempo batalhando para isso. Vou com tudo em busca desse tão sonhado cinturão", avisa a atleta, que possui um cartel no MMA de cinco vitórias e três derrotas, além de um empate.

Contra Priscila Matias, cujo cartel é de sete vitórias, sendo seis por finalização, e quatro derrotas, Luciana Pereira afirma que vai procurar anular o jiu-jítsu da adversária, além de colocar em prática sua principal arma: o muay thai. Graduada também pelo Mestre Luiz Alves, a atleta da Nova União quer dedicar o cinturão aos amigos de treino.

"Quando meu mestre faleceu, teve uma reviravolta na minha carreira. Fui treinar na Nova União e o Dedé (Pederneiras, líder da equipe) me acolheu muito bem. Treinava com os meninos, o (José Aldo) Junior, o Léo Santos e, quando eles foram ganhando reconhecimento, eu também imaginava que poderia chegar lá. Sou muito fã, me espelho bastante neles e quero vencer por mim e também pela minha equipe, que é minha família. A minha adversária vai querer colocar a luta para baixo, mas minha estratégia vai ser ficar em pé para uma boa trocação", finaliza Luciana. 

A pesagem oficial do Shooto 53 acontece no sábado, 18 de abril na Academia Upper (Rua Marquês de Abrantes, 96), no bairro do Flamengo, às 12h, mesmo local onde os ingressos estão sendo vendidos.

Profissionais de imprensa interessados na cobertura do evento devem preencher formulário de credenciamento no site da Garra Comunicação, clicando neste link, até a sexta-feira, dia 17 de abril, às 14h.




Shotoo Brasil 53

Data: Domingo, 19 de abril de 2015
Horário: 19h (Ao vivo no Canal Combate)
Local: Clube Hebraica Rio
Endereço: Rua das Laranjeiras 346 - Laranjeiras, Rio de Janeiro
Venda de ingressos: R$ 20 - Academia Upper - Rua Marques de Abrantes, 96 - Flamengo/RJ



Card de lutas 





























Até 70kg: Álvaro Pastor (SIAM) x Felipe Olivieri (Nova União)
Até 61kg: Priscila de Souza Matias (PRVT) x Luciana Pereira (Nova União) - disputa de cinturão
Até 61kg: Eliel Topete Dourado (BPT Bulldogs Gym) x Luciano Benício (Nova União)
Até 66kg: Paulo de Laia Almeida (BPT Bulldogs Gym) x Eliandro PQD (Nova União)
Até 70kg: Osmar Junior Sequela (BPT Bulldogs Gym) x Alcides Nunes (Team Laerte Barcelos)
Até 66kg: Rafael Santana Mota (BPT Bulldogs Gym) x Kauê Fernandes Pinheiro (Nova União)
Até 66kg: Marco Antonio Prado Nenê (Baixinho Team) x Felipe Valentim Jesus (Nova União)
Até 57kg: Julio Splinter (Brazilian Top Team) x Ronaldo Candido de Oliveira (Nova União)
Até 57kg: Augustin Zás Presa (Baixinho Team) x Heider Prais Quina (Nova União)
Até 52kg: Dyllan Alves do Nascimento (BPT Bulldogs Gym) x Jhonata de Souza da Silva (Nova União)
Até 52kg: Danilo Gomes Correia (Pejor) x Claudio Coutinho (Nova União)

HANDERSON MARTINS EM SEMINÁRIO !




Handerson Martins






hoje o lutador de MMA do Maranhão com o melhor cartel de lutas, que foi descoberto por Sandro Maciel o Diezboi e desde o seu primeiro treino já foi falando pra Sandro: " Eu quero lutar Vale Tudo ! "
Sandro sorriu, achou graça mas gostou da valentia do garoto.
O tempo passou ele foi crescendo dentro do Jiujitsu, Sandro parou de dar aulas e ele acabou vindo para a academia que eu puxava treino e continuou no Jiujitsu e começou a lutar o ainda Vale Tudo.
Com o passar do tempo se especializou também em Muay Thai com o Professor Delson onde alcançou seu grau de professor da modalidade.

Prestes a passar uma temporada no Rio onde eu consegui que ele fosse treinar na TFT, Tatá Fight Team através da minha amizade com Tatá e o Philip Lima,  para aprimorar suas técnicas e lutar grandes eventos. Durante essa temporada Handerson também terá um profissional que cuidará da sua parte física no Rio, trata se de Léo " Ganso" Mota faixa preta de Jiujitsu e preparador de várias feras do Jiujitsu e MMA carioca e um grande amigo meu.

Antes da sua ida, Handerson reúne alunos, amigos, colaboradores e admiradores nesse sábado em um seminário de kimono  e sem kimono na academia The Club no Mac Center com início as 10 h.

Vale a pena conferir e colaborar com nosso atleta, um grande guerreiro que já foi colocado várias vezes á prova e nunca correu da luta, que representou nosso Estado em competições de Jiujitsu, Submission e MMA, logo merece todo nosso apoio.


Participe !!!








                                                                  Olivar Leite.